Prefeitura de Salvador lança programa que oferece auxílio financeiro a comerciantes individuais

A Prefeitura lança hoje (30) o programa Salvador por Todos, que tem como principal objetivo oferecer auxilio financeiro a comerciantes informais e trabalhadores individuais prejudicados pela crise sanitária provocada do coronavírus (Covid-19). No total, serão destinados R$105 milhões para 20.485 trabalhadores cadastrados pelo município, que receberão R$270 mensais, no prazo inicial de três meses, prorrogável por mais três, se houver necessidade. 

Além disso, o programa lançado hoje pelo prefeito ACM Neto, na parte externa do Palácio Thomé de Souza, engloba outras medidas, algumas já em andamento, como doações de cestas básicas e quentinhas, abertura de vagas de acolhimento, distribuição de luvas, máscaras e produtos e higiene para população carente, além da instalação de sanitários com chuveiros para pessoas em situação de rua. Somadas, todas essas medidas, incluindo o Salvador para Todos, irão contemplar 195 mil pessoas. 

“O Salvador para Todos foi criado para que as pessoas que perderam suas rendas em função dessa crise não morram de fome. Ele envolve, só para citar algumas das iniciativas, a doação de mais de 170 mil cestas básicas por mês para idosos, crianças, adolescentes e pessoas com deficiência, além da entrega de alimentos para pessoas em situação de rua e auxílio financeiro para diversas categorias que atuam na informalidade, que irão receber R$270 por mês, o equivalente à compra do gás e de duas cestas básicas”, afirmou ACM Neto. 

Quem vai receber o auxílio – Terão direito a receber o auxílio de R$270 mensais os 12 mil ambulantes; 622 guardadores de carro que deixaram de faturar com a isenção temporária das vagas de Zona Azul na cidade; 1290 baleiros; 646 baianas de acarajé; 334 recicladores; 400 pessoas que recebem Aluguel Social; 3.639 taxistas e mototaxistas acima de 60 anos; e 1554 motoristas de aplicativos também com idade superior a 60 anos. 

Todos esses profissionais estão cadastrados na Prefeitura, em secretarias como Ordem Pública (Semop), Mobilidade (Semob) e Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre). Eles serão avisados diretamente que possuem direito ao Salvador para Todos, podendo sacar os valores já a partir da semana que vem, via conta bancária (a medida precisa ser aprovada na Câmara de Vereadores, o que deve acontecer até amanhã). Quem não estiver cadastrado e deseja reivindicar o auxílio, deve fazer a solicitação junto à respectiva secretaria, comprovando não ter nenhuma outra renda e atuação no comércio informal.

Silvio Caldas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *