Coronavírus: Ufba mantém aulas, cancela formaturas e fecha restaurante e museus

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) divulgou nota nesta sexta-feira (13) informando que as aulas dos cursos de graduação e pós-graduação estão mantidas, uma vez que não há indício de circulação sustentada do coronavírus na Bahia. Ou seja, segundo a Ufba, não há registro de casos sem contato ou histórico conhecido de exposição de pessoas à doença) e, por ora, o estado tem um pequeno número de casos confirmados. “Não há, portanto, até o momento, indicação, por parte das autoridades sanitárias, de que a suspensão das aulas possa ter eficácia, do ponto de vista epidemiológico, na contenção da disseminação do vírus”, disse a universidade. 

A Universidade destacou que seguirá a recomendação do Ministério da Saúde no que diz respeito à suspensão de eventos que promovam grandes aglomerações. “Assim, atividades extracurriculares – a exemplo de congressos, simpósios, cerimônias de formatura, posse e entrega de títulos honoríficos, eventos comemorativos, científicos, artísticos, culturais e esportivos – estão suspensas e não deverão ser reprogramadas até que se restabeleça a normalidade. O Centro de Esportes deverá ser utilizado exclusivamente para atividades curriculares obrigatórias; será suspenso o funcionamento do Restaurante Universitário e dos Pontos de Distribuição – mantendo-se a distribuição de alimentos conforme regulamentação a ser emitida pela Pró-reitoria de Ações Afirmativas e Assistência Estudantil; e os museus da UFBA estão temporariamente fechados à visitação do público.

A universidade destacou que, seguindo as orientações de contenção à disseminação do novo coronavírus apresentadas pelo ministro da Saúde em audiência na Câmara dos Deputados e o conjunto de medidas preventivas sugeridas pelas secretarias de Estado da Saúde e da Educação, e em face à decretação de pandemia da doença pela Organização Mundial da Saúde, proporá às autoridades sanitárias estaduais e municipais a realização de reunião com gestores e especialistas em saúde pública e em educação para discutir, juntamente com todas as universidades e institutos do estado. 

A Universidade reitera à comunidade universitária que, no cenário atual, qualquer caso de síndrome gripal (ou seja, febre e mais um sintoma de gripe, como dor no corpo ou tosse) é potencialmente suspeito de ser coronavírus. “A Ufba recomenda enfaticamente que estudantes e trabalhadores com esses sintomas não compareçam às suas atividades nos espaços da Universidade, e que procurem os serviços de saúde pública para receber orientação e atendimento adequados. Uma autodeclaração enviada por meio eletrônico servirá, inicialmente, como justificativa para o afastamento, recomendando-se aos que necessitem permanecer afastados por período superior à duração média de um resfriado comum que procurem atendimento médico adequado. Idosos e pessoas com doenças crônicas, mais suscetíveis às consequências do coronavírus, deverão receber atenção especial e tomar cuidado redobrado, evitando ao máximo a exposição a aglomerações”, destacou. 

Também, segundo a universidade, essas pessoas, devem procurar os serviços de saúde pública, para notificação e obtenção de orientações, membros da comunidade universitária e visitantes que tenham chegado de viagem recente a algum dos países com registro de transmissão do novo coronavírus, e que estejam apresentando sintomas de síndrome gripal ou, ainda, tenham tido contato direto com pessoas com esses sintomas. “Reitera-se, também, a recomendação de maior frequência de higienização das mãos, com água e sabão ou álcool gel, e de que se evite tossir sem cobrir devidamente a boca”, disse a Ufba. 

Também estão suspensas as viagens nacionais e internacionais de qualquer natureza, que deverão ser reavaliadas e remarcadas – a menos que haja justificativa incontornável em contrário. A Ufba recomendou também que reuniões e bancas de conclusão de curso se realizem, sempre que possível, com a utilização de ferramentas digitais de comunicação.

“A Universidade irá requalificar e intensificar seus serviços de limpeza, visando a maximizar a eficácia da desinfecção de banheiros e superfícies – como mesas, bancadas, maçanetas, teclados e outras –, com especial atenção aos locais mais sensíveis, como a creche e as residências universitárias, bem como, em particular, as áreas em que ocorrem práticas de saúde, com os cuidados adicionais que lhes são característicos e necessários.  Tendo em vista que grandes concentrações de pessoas em espaços fechados criam condições favoráveis à transmissão do coronavírus, auditórios e espaços de grande porte que não possuam janelas não deverão ser utilizados, privilegiando-se aqueles que disponham de ventilação natural. Será temporariamente ampliada a oferta de serviços do Buzufba nos horários de pico, a fim de minimizar a concentração média de passageiro”, destacou. 

A Ufba também disponibilizou um telefone para prestar orientações sobre o coronavírus à comunidade acadêmica, através do telefone 3283-7044.

Silvio Caldas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *